Netsaber » Biografias

Dorival Caymmi

(Compositor, músico e cantor brasileiro)
30/4/1914, Salvador (BA)


Dorival Caymmi é uma das principais figuras da música popular brasileira. Presenteou o samba com os hábitos, as tradições e os costumes do povo e a paisagem baiana. Nascido à beira-mar, em Salvador, aprendeu a tocar violão sozinho. Bebendo na riquíssima fonte da música negra, desenvolvendo um estilo pessoal de cantar e compor, marcado pela espontaneidade nos versos, pela riqueza melódica e pelo tom dengoso e sensual. Em 1938, mudou-se para o Rio de Janeiro, onde se apresentou na Rádio Tupi, cantando o samba O que É que a Baiana Tem?, interpretado mais tarde por Carmem Miranda, no filme Banana da Terra (1938). É sobretudo notável nas músicas em que canta a tragédia dos pescadores e negros dos cais da Bahia: O Mar, História de Pescadores, A Jangada Voltou Só, Canoeiro, Pescaria, É Doce Morrer no Mar, entre outras. Escreveu: "Os negros e mulatos que têm suas vidas amarradas ao mar têm sido a minha mais permanente inspiração. Não sei de drama mais poderoso que o das mulheres que esperam a volta, sempre incerta, dos maridos que partem todas as manhãs para o mar no bojo dos leves saveiros ou das milagrosas jangadas. E não sei de lendas mais belas que as da Rainha do Mar, a Inaeê dos negros baianos". Como grande poeta da vida popular que é, compôs outras obras inigualáveis: Marina, Modinha para Gabriela, Maracangalha, Saudade de Itapuã, O Dengo que a Nega Tem, Rosa Morena. Pai de três filhos, a cantora Nana e os cantores, instrumentistas e compositores Dori e Danilo, Caymmi normalmente reúne a família em seus shows.

Biografias Relacionadas


- Ari Barroso

Depois de partir de Ubá com 40 contos de réis de herança e o sonho de se tornar advogado, Ari Evangelista Barroso entregou-se à vida artística no Rio de Janeiro e tornou-se um dos maiores compositores de música popular brasileira. Elogiado desde suas...

- Carmem Miranda

Carmem Miranda marcou tanto com seu jeito de cantar, revirando os olhos, mexendo as mãos e gingando, com seu sorriso contagiante e a graça de seus trajes cheios de balangandãs, que até hoje, mais de 40 anos após sua morte, é o símbolo brasileiro mais...

- Donga (ernesto Joaquim Maria Dos Santos)

Das cordas do violão de Donga nasceu o samba como o conhecemos hoje. Prece, na raiz da palavra africana, o gênero musical estava ainda preso à tradição das religiões afro-brasileiras que o compositor conheceu na infância, no Rio de Janeiro, quando freqüentava...

- Cartola

Chamado "mestre e divino do morro" por musicólogos, Angenor de Oliveira é um dos maiores nomes da Música Popular Brasileira. De talento intuitivo e refinado, compôs músicas como As Rosas não Falam, cujos versos revelam uma refinada poesia: "Devias vir/para...

- Mário Da Silveira Reis

Cantorbrasileiro nascido na cidade do Rio de Janeiro, onde também faleceu, deixando envolto em mistério muitas das suas decisões relacionadas com sua passagem pela música popular brasileira. Filho de um comerciante sócio de uma casa de ferragens, de boa...