BUSCA





Destaques NetSaber:
- Apostilas para Concursos Públicos
- Resumo de O Mundo de Sofia
- Telecurso 2000
- Apostila para Concursos
- Apostilas de Direito
- Apostilas de Contabilidade
- Resumo de O Guarani
- Resumo de Iracema
- Resumo de Dom Quixote
- Apostilas de Inglês
- Resumo de Dom Casmurro
- Apostilas de Informática
- Resumo de A Moreninha
- Apostilas para Vestibular
- Resumo de A Arte da Guerra
- Artigos
- Artigos sobre Fisioterapia
- Livros de Machado de Assis
- Livros de Casimiro de Abreu
- Download de Livros
- Livros de Filosofia
- Livros de Administração
- Livros de Direito
- Livros de Agronomia

Buscar Biografia
   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


John M. Keynes
(Economista britânico)
5/6/1883, Cambridge, Inglaterra
21/4/1946, Firle, Inglaterra

Considerado um dos mais importantes economistas de toda a história, John Maynard Keynes nasceu numa família de intelectuais. Estudou no famoso Colégio Eton, da aristocracia inglesa, onde obteve medalhas por mérito em matemática.

Em 1902 Keynes recebeu uma bolsa de estudos para estudar no King's College, da Universidade de Cambridge. Conta-se que, ao entrar na universidade, já possuía 329 livros antigos, frutos de uma bibliofilia despertada ainda na adolescência. Em Cambridge, Keynes foi aluno do famoso economista Alfred Marshall.

Em 1906 John M. Keynes tornou-se funcionário do Ministério dos Negócios das Índias e passou dois anos na Ásia. Em 1908 passou a ocupar o cargo de professor de economia em Cambridge, onde lecionou até 1915. Keynes ingressou no Tesouro Britânico em 1916, exercendo diversos cargos importantes.

Após a Primeira Guerra Mundial, Keynes foi conselheiro da delegação britânica nas negociações de paz, mas em 1919 renunciou ao cargo, sob o argumento de que as compensações econômicas impostas à Alemanha pelo Tratado de Versalhes não eram factíveis.

Em 1919 publicou seu ponto de vista no livro "As Conseqüências Econômicas da Paz". Seu trabalho teve grande impacto político em praticamente todas as nações capitalistas. Durante os anos 1920, as suas teorias econômicas analisaram a necessidade da interferência do Estado nos mercados instáveis do pós-guerra. Em 1932 Keynes redigiu seu "Tratado Sobre a Reforma Econômica". Sua última obra, talvez a mais importante, foi publicada em 1936, a "Teoria Geral do Emprego, do Juro e da Moeda".

Durante a Segunda Guerra Mundial, John Keynes se reincorporou ao Tesouro Britânico. Em 1944 chefiou a delegação britânica na Conferência de Bretton Woods, que deu origem ao Banco Mundial e ao Fundo Monetário Internacional.

John M. Keynes teve também uma vida social muito ativa. Pertenceu ao famoso grupo de Bloomsburry, formado por intelectuais e aristocratas. Em 1942 recebeu o título de barão de Tilton. Keynes teve vários relacionamentos homossexuais, o mais importante com o artista plástico Duncan Grant, a quem assistiu financeiramente até o fim da vida. Apesar da homossexualidade, Keynes casou-se com Lydia Lopokova, bailarina da famosa companhia Diaghilev.

John M. Keynes morreu em em decorrência de problemas cardíacos.




Passei.com.br | Portal da Programação | Tabagismo

PUBLICIDADE


BIOGRAFIAS EM DESTAQUE
- Biografia de Albert Einstein
- Biografia de Gabriel Garcia Marquez
- Biografia de Isaac Newton
- Biografia de Leonardo da Vinci
- Biografia de Pablo Neruda
- Biografia de Simon Bolivar
- Biografia de Jean Piaget
- Biografia de Machado de Assis
- Biografia de Freud
- Biografia de Ruben Dario
- Biografia de Aleijadinho
- Biografia de Augusto dos Anjos