Netsaber » Biografias

Irmã Dulce

(Religiosa brasileira)
26-5-1914, Salvador (BA)
13-3-1992, Salvador (BA)


A fragilidade de Irmã Dulce era apenas aparente. A miudinha freira, raro exemplo de bondade e amor, foi arquiteta de uma das mais notáveis obras sociais do Brasil. Nascida Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, com 13 anos manifestou o desejo de entrar para o convento. Na época, já inconformada com a pobreza, amparava miseráveis e carentes. Aos 18, recebeu o diploma de professora e entrou para a Congregação da Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, do Convento de São Cristóvão, em Sergipe. Com os votos de profissão de fé, a já então Irmã Dulce, em homenagem à mãe, voltou a Salvador, onde trabalhou como enfermeira voluntária e professora de Geografia. Sem vocação para lecionar, dedicou-se ao trabalho social nas ruas. Começou prestando assistência à comunidade favelada dos bairros de Alagados e de Itapagipe. Mais tarde, fundou a União Operária São Francisco, primeiro movimento cristão operário de Salvador, e depois o Círculo Operário da Bahia, que proporcionava atividades culturais e recreativas, além de uma escola de ofício. Criou, em 1939, o Colégio Santo Antônio, instituição pública para os operários e seus filhos. No mesmo ano, ocupando um barracão, passou a abrigar mendigos e doentes, levados depois ao Mercado do Peixe, nos Arcos do Bonfim. Desalojados pelo prefeito da cidade, acolheu-os, com a permissão da madre superiora, no galinheiro do Convento das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição, transformado em 1960, com o apoio do governador do Estado, que cedeu um terreno, em Albergue Santo Antônio, com 150 leitos (hoje o Hospital Santo Antônio). Inaugurou ainda um asilo, o Centro Geriátrico Júlia Magalhães, e um orfanato, o Centro Educacional Santo Antônio, que abriga atualmente 300 crianças de 3 a 17 anos e oferece cursos profissionalizantes.

Biografias Relacionadas


- Joana Angélica

Heroína da independência nacional nascida em Salvador, Bahia, a primeira mártir a tombar no solo bahiano e que sacrificou a própria vida na defesa da clausura do convento da Conceição da Lapa, na Bahia contra o exército português. De família abastada,...

- Vicente Rodrigues Palha, Frei Vicente Do Salvador

Missionário e historiador franciscano brasileiro nascido em Matuim, nos arredores de Salvador da Bahia, considerado o autor do primeiro documento da historiografia brasileira, leitura indispensável para o conhecimento do primeiro século da vida no Brasil....

- Mãe Menininha Do Gantois

Batizada no catolicismo como Maria Escolástica da Conceição Nazaré e no candomblé como Mãe Menininha do Gantois, foi a mais respeitável mãe-de-santo da Bahia. Além de seguidores do candomblé, por seus poderes espirituais e carisma pessoal, conseguiu agregar...

- São Félix De Cantalício

Santo do Catolicismo nascido em Cantalice, próximo a Rieti, Apulia, Itália, o primeiro frade capuchinho a ser canonizado (1712). Filho de humildes camponeses, passou a infância no duro trabalho do campo. Sobrevivendo a um grave problema de saúde, voltou-se...

- Dom Lucas Moreira Neves

Dom Lucas Moreira Neves, O.P. (nome civil: Luiz Moreira Neves), dominicano, sacerdote, prelado, arcebispo da Bahia, nasceu em São João del Rei, MG, em 16 de setembro de 1925. Eleito em 18 de julho de 1996 para a Cadeira n. 12, na sucessão de Abgar Renault,...