Netsaber » Biografias

ZAÉ JÚNIOR

(Compositor, cantor)
1929-


Zaé Mariano Carvalho de Nascimento Junior é o nome inteiro de Zaé Junior. Nascido em Botucatu, interior de São Paulo, sempre sentiu muito orgulho de suas origens e sempre se considerou um “caipira”. Nasceu em 8 de junho de 1929 e desde os 10 anos fazia sonetos a 4 mãos com seu pai. Gostava também de desenhar e com isso ganhava uns “trocados”, para ir ao cinema ou algum passeio. Fazia “caricaturas”. Adorava desenhar, mas trabalho prá valer foi na Serviços Holerit, desenhando letras muito miudas, para pagamento de funcionários públicos. Zaé estava com 14 anos. Passou depois a fazer “histórias em quadrinhos”, pequenos trabalhos em revistas. Em seguida foi para a Rádio Cosmos, e depois para a Rádio Gazeta. Ao mesmo tempo cursava Filosofia na USP. Casou-se cedo, com uma colega de faculdade e tiveram duas filhas: Cibele e Cilena. Aí já estava na televisão. Esteve na Tupi, na Excelsior, na Record, indo em seguida para uma agência de publicidade. E foi aí que o rapaz eclético encontrou seu grande campo: no departamento de criação de várias agências. Sua vida sempre foi inteiramente louca: dava aulas à noite, trabalhava em mais de um jornal ao mesmo tempo, escrevia para revistas, trabalhava em rádio, em televisão e em agências de publicidade. Cinema de propaganda criou e dirigiu mais de 2000 trabalhos. Dentro eles alguns ficaram famosos e permaneceram anos no ar. Fez também muitos roteiros para televisão, inclusive a TV Globo. Criou e dirige sua própria agência: a Promark Propaganda e Marketing, que existe desde 1973. Zaé Junior também compôs músicas, sendo que uma delas, gravada pela Odeon, foi o disco mais vendido em 1965. Livros também escreveu. Um deles “O homem e seu quintal” recebeu muitos elogios de Vinicius de Moraes, que sobre ele disse: “Zaé é poeta inteiro, dos grandes”. Sempre esteve na cúpula intelectual das emissoras de televisão e das agências de publicidade em que trabalhou. Escolheu grandes astros e estrelas, entre eles Regina Duarte que lançou na novela “A Deusa Vencida”. Zaé é claro, e ainda elegante, agora que está chegando aos 70 anos. E ele diz que deve isso ao fato de gostar sempre de coisas simples, como “bom caipira” que é.

Biografias Relacionadas


- Geraldo CasÉ

- Hilton Gomes

- Mauricio Loureiro Gama

- Aloísio De Castro

- Antonino Seabra