Netsaber » Biografias

JORGE DÓRIA

(Ator)
1920-


Jorge Dória nasceu no dia 12 de dezembro de 1920, na cidade do Rio de Janeiro. Moço bonito e faceiro, sempre gostou de cinema, teatro, rádio, televisão. Em 1948 já apareceu em filmes. Fez vários deles, por essa época: "Inconfidência Mineira"; "Mãe"; "Também Somos Irmãos"; "Maior que o dia"; "O Assalto do Trem Pagador"; "O Crime do Sacopã"; "Asfalto Selvagem"; "Procura-se uma Rosa; "História de um Crápula"; "O Beijo"; "Paraíba, Vida e Morte de um Bandido"; "O Mundo Alegre de Helô"; "Juventude e Ternura"; "Viver e Morrer"; "As Duas Faces da Moeda"; "Minha Namorada", e outros. Já tinha, portanto, um nome no cenário artístico nacional, quando em 1970 foi chamado pela TV TUPI de São Paulo e aceitou participar da novela. "E nós aonde vamos?". Mas parece que continuou preferindo o cinema. Fez então os filmes: "Bonga, o Vagabundo"; "Os Devassos"; "O Pecado de Marta"; "Eu Transo, Ela Transa"; "O Pecado de Marta"; e outros, de menor importância. Foi a vez da TV Globo o chamar. E ele aceitou fazer: "A Grande Família", no papel de Lineu". Mas continuou ainda em cinema, até 1978. Fez, entre outros: "O Noviço"; "A Ordem Natural das Coisas"; "A Dama da Lotação"; O Pulo do Gato"; "Teu Tua". Voltou a aceitar um convite da TV TUPI de São Paulo e participou de: "Aritana", novela de sucesso. Parece que então, gostou mais de televisão pois daí para frente, fez mais participações em televisão, ainda que fizesse, às vezes, alguns filmes. Fez na TV Bandeirantes: " O Todo Poderoso"; "Cavalo Amarelo". E na TV Globo: "O Amor é Nosso"; "Parabéns pra Você"; "Champagne"; "Livre para Voar". Nessa mesma época, intercalou com os filmes: "O Sequestro"; "Pedro Micro"; "A Dama do Cine Shanghai". E no SBT fez: "Jogo do Amor". Na TV Manchete apareceu em "A Rainha da Vida". Voltou-se então quase completamente para a TV Globo, onde foi muitíssimo aproveitado. Fez as novelas: "Que Rei, Sou Eu?"; "Tieta"; "Meu Bem, Meu Mal"; "Tereza Batista"; "Deus nos Acuda"; "Quatro por Quatro"; " Vira Lata"; "Zazá"; "Era uma Vez"; "Sai de Baixo"; "Suave Veneno"; "Zorra Total"; "Os Normais"; "Malhação"; "Apareceu ainda em alguns filmes, por essa época. Passou a ser considerado um grande ator de televisão, dono de uma verve incrível, de uma simpatia, e de um senso de humor espontâneo. Ganhou muitos prêmios. Em 1974 ganhou "Melhor ator da APCA, no filme: "Eu Transo, Ela Transa". Em 1980 ganhou: "Melhor ator coadjuvante da APCA, na novela: "Que Rei Sou Eu?" - Em 1993 - ganhou- Melhor ator Coadjuvante da APCA, pela participação em "Deus nos Acuda". Além de ator, Jorge Dória é também autor: Escreveu: "A Penúltima Donzela"; "O Cristo de Lama; "Na Mira do Assassinato"; "Juventude e Ternura". Jorge Dória sempre conquistou a tudo e a todos. Dedica-se com afinco ao que fez, além de conservar a alegria de viver e o bom humor da sempre.

Biografias Relacionadas


- RuthinÉa De Moraes

Ruthinéa de Moraes nasceu no Rio de Janeiro, em 1930. Logo percebeu sua veia artística, e então, já na capital paulista, onde passou a viver, procurou aproximação com os veículos de arte. Assim Ruthinéa conseguiu ligações com o teatro, a televisão e o...

- Edson Celulari

Edson Celulari nasceu no interior de São Paulo, na cidade de Bauru em 20 de março de 1958. Um dos homens mais bonitos da televisão brasileira, o início da sua carreira foi na TV de São Paulo, em 1978, quando atuou em “Salário Mínimo”, “Gaivotas”. Já em...

- Serafim Gonzales

Serafim Gonzales nasceu na cidade de Sertãozinho, interior do Estado de São Paulo. Sempre foi artista, em princípio ligado às artes plásticas. Em televisão, porém, apareceu como ator na TV Excelsior de São Paulo. Em 1967 participou das novelas “Sublime...

- Rubens Ewald Filho

Rubens Ewald Filho nasceu em Santos, cidade do litoral sul paulista. Rapaz bonito, alto, inteligente e culto, sempre se interessou por cinema, mas seu interesse foi pela direção ao mesmo tempo que pela redação. Rubens gostava de escrever desde cedo. E...

- Rubens De Falco

Rubens de Falco nasceu na capital paulista em 19 de outubro de 1931. Foi em 1952 que ele apareceu em cinema em “Apassionata”; depois fez: “Esquina da Ilusão”; “Floradas na Serra”; “O Pão que o Diabo Amassou”; “O Capanga”; “Moral em Concordata”. Em 1961,...