Netsaber » Biografias

Simone Lucie-Ernestine-Marie-Bertrand de Beauvoir, a Simone De Beauvoir

(Escritora feminista francesa )
1908 - 1986


Escritora feminista francesa nascida em Paris, integrante do grupo de escritores filósofos que deram uma transcrição literária dos temas do Existencialismo, como Albert Camus e Maurice Merleau-Ponty. Educada em instituições privadas, depois freqüentou a Sorbone onde concluiu filosofia (1929), com uma tese sobre Leibniz. Neste período conheceu (1924) o também filósofo parisiense Jean-Paul Sartre (1905-1980), seu companheiro desde então até o fim da vida. Ela ensinou filosofia em várias escolas (1931-1943) antes de passar a se dedicar exclusivamente a escrever. Ela e Sartre fundaram (1945) e começaram a editar Les Temps modernes, um periódico mensal, da qual eles próprios eram os principais colaboradores. Suas novelas abordavam os principais temas existenciais, demonstrando sua concepção do compromisso do escritor com sua época. L'Invitée (1943) descrevia um drama de relacionamento, onde cada consciência individual vai se tornando predadora da outra. De suas obras a mais conhecida talvez seja a que lhe deu fama internacional, o seu tratado Le Deuxième Sexe (1949), uma notável obra que se tornou um clássico da literatura feminista, um pioneiro manifesto do feminismo, no qual propunha novas bases para o relacionamento entre mulheres e homens. Ganhou o prêmio Goncourt (1954) e, com Sartre, esteve por três meses no Brasil (1960), entre suas muitas viagens pelo mundo. Escreveu grandes livros de filosofia como Pour une Morale de l'ambiguité (1947). Em Les Mandarins (1954), apresentou a lição que os intelectuais de esquerda adotaram com rapidez em todo o mundo, Também foram notáveis seus livros de viagens como La Longue Marche: essai sur la Chine (1957) e L'Amérique au jour de jour (1948) e vários outros ensaios. Importante parte de sua obra foi de volumes autobiográficos, entre eles Mémoires d'une jeune fille rangée (1958), La Force de l'âge (1960), La Force des choses (1963) e Tout compte fait (1972). Sobre problemas da velhice escreveu Une Mort très douce (1964), La Vieillesse (1970) e La Cérémonie des adieux (1981), um relato penoso sobre os últimos dias de vida do companheiro e amante Sartre.

Biografias Relacionadas


- Albert Camus

Pertencente a uma família operária, Camus cresceu na Argélia, onde estudou filosofia. Posteriormente, filiou-se na França ao Partido Comunista (1934-1935) e em 1940 aderiu ao movimento da Resistência contra a ocupação alemã, sendo um dos fundadores, naquele...

- Maurice Merleau-ponty

Filósofo fenomenologista francês nascido em Rochefort-sur-Mer, departamento de Charente-Maritime, cuja obra tornou-se uma das mais expressivas contribuições ao Método da Fenomenologia. Formou-se em filosofia (1931) na École Normal Supérieure, de Paris,...

- Juliette Greco

Aparecia em cena de vestido negro e com o contorno dos olhos sublinhado a lápis de igual cor. Essa moda, típica da época do existencialismo francês, marca sua imagem até hoje. Os representantes máximos dessa corrente intelectual, Jean-Paul Sartre e Albert...

- Alberto Giacometti

Participou do movimento surrealista de 1930 a 1935. Seu estilo marcante surgiu em 1947, com a criação das figuras emaciadas, dramaticamente alongadas, em bronze. O trabalho do artista tem sido visto freqüentemente como uma interpretação da filosofia...

- Jean Genet

Jean Genet, escritor maldito, provocou as mais diversas reações sobre sua personalidade e obra. Condenado, por crime de morte, à prisão perpétua, obteve o perdão em 1948 graças aos esforços de Jean Cocteau e Jean-Paul Sartre, rendidos a seu talento literário....