Netsaber » Biografias

José de Santa Rita Durão

(Poeta brasileiro)



Frei José de Santa Rita Durão nasceu nas proximidades de Mariana, Minas Gerais. Estudou com os jesuítas no Rio de Janeiro e doutorou-se em Filosofia e Teologia por Coimbra. Entrou na ordem de Santo Agostinho, mas durante a repressão do período pombalino, fugiu para a Itália, onde levou uma vida de estudos, durante mais de 20 anos.

Depois de viver também na Espanha e na França, voltou a Portugal com a "viradeira", como ficou conhecida a queda do Marquês de Pombal e a restauração da monarquia tradicional. Ocupou uma cátedra de Teologia em Coimbra, quando se dedicou a escrever o poema épico "Caramuru", publicado em 1781. Conta-se que a obra teria sido recebida com indiferença e que isso fez Durão destruir várias poesias líricas suas.

A manifestação poética de Santa Rita Durão expressa o nativismo, estampado na exaltação da paisagem brasileira, dos seus recursos naturais, dos índios: seus costumes e suas tradições. Durão faz referências a fatos históricos, do século 16 até sua época. Apesar do retrocesso ao tipo de crônica informativa dos anos 1600, seu texto pertence à corrente literária do Arcadismo e valoriza a vida natural e simples, distante da corrupção.

Os poetas árcades, angustiados com os problemas urbanos e o progresso científico, propõem a volta à simplicidade da vida no campo e o aproveitamento do momento presente. Embora morem em cidades, fazem versos sobre paisagens bucólicas de outras épocas. Lançam mão de verdadeiros fingimentos poéticos, usando pseudônimos gregos e latinos, imaginando-se pastores e pastoras amorosos, numa vida saudável idealizada, sem luxo e em pleno contato com a natureza.

O Arcadismo no Brasil é diferente do europeu. Em primeiro lugar, usa a paisagem mineira como cenário bucólico, valoriza as coisas da terra, revelando um forte sentimento nativista. A presença do índio na poesia reflete o ideal do "bom selvagem iluminista", que não existe nos poemas europeus. Outra característica é a sátira política à opressão portuguesa e da corrupção colonial.

Durão também integra esse movimento cultural contra a colonização. "O Caramuru" faz um balanço da colonização em meio a uma descrição hiperbólica da natureza. Neste poema são exaltadas a fé e a defesa da terra contra os invasores. Segundo o crítico Antonio Candido, "A obra de Durão pode ser vista tanto como expressão do triunfo português na América quanto das posições particularistas dos americanos; e serviria, em princípio, seja para simbolizar a lusitanização do país, seja para acentuar o nativismo."

A estrutura do poema segue o modelo de Camões, formado por dez cantos de versos decassílabos dispostos em estrofes fixas, as oitavas, com esquema de rimas abababcc. Mas, como era de se esperar para um membro do clero, o conservadorismo cristão substituiu a mitologia pagã, uma característica épica.

"Caramuru" tem como subtítulo "Poema Épico do Descobrimento da Bahia" e conta as aventuras de Diogo Álvares Correia, o Caramuru. Entre outras personagens do poema estão Paraguaçu (com quem Diogo se casou na França) e Moema (rival de Paraguaçu, que morreu afogada quando perseguia o navio que levava o casal para a França).

Biografias Relacionadas


- Tomás Antônio Gonzaga, O Dirceu De Marília

Advogado e poeta luso-brasileiro nascido na cidade do Porto, um dos maiores poetas do arcadismo brasileiro e autor do primeiro livro publicado no Brasil: Marília de Dirceu (1812), na realidade o terceiro volume da série, impresso nas oficinas da Imprensa...

- Aleijadinho

Antônio Francisco Lisboa, nosso Aleijadinho, tinha esse apelido devido a uma doença degenerativa que provoca a perda dos membros – discute-se se sífilis, lepra, tromboangeíte obliterante ou ulceração gangrenosa das mãos e dos pés. Nasceu na antiga Vila...

- Alvarenga Peixoto

Inconfidente e poeta brasileiro nascido no Rio de Janeiro, RJ, de posição mediana entre os numerosos versejadores ativos na segunda metade do século XVIII, em Minas Gerais. Estudou com os jesuítas, provavelmente em Braga, Portugal, e (1760) ingressou...

- John Milton

Poeta inglês (1608-1674). Representante do classicismo e autor de O Paraíso Perdido , um dos poemas épicos mais importantes da literatura universal. Nasce em Londres e estuda em Cambridge. Demonstra erudição desde criança. Em 1631, antes de se formar,...

- Cláudio Manuel Da Costa

Cláudio Manuel da Costa nasceu em Mariana (Minas Gerais) a 5 de junho de 1729 e morreu em Ouro Preto, no mesmo Estado, a 4 de junho de 1789. Fez os estudos preparatórios no Rio de Janeiro, viajando mais tarde pata Coimbra, onde freqüentou a Universidade...