Netsaber » Biografias

Joaquim Chissano

(Presidente de Moçambique desde 1986)
22-10-1939, Chibuto


Chissano foi, em 1962, um dos fundadores da Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo), que, entre 1964 e 1974, organizou a partir da Tanzânia a guerrilha contra o domínio colonial português. Foi primeiro-ministro em 1974-1975, durante o governo provisório. Depois da proclamação da independência moçambicana de 1975, foi ministro dos Negócios Estrangeiros. De início desenvolveu estreita colaboração com o bloco comunista, passando posteriormente a pôr em prática uma política de país não-alinhado, o que lhe garantiu a ajuda dos países ocidentais. Secretário-geral da Frelimo e presidente de Moçambique a partir de 1986, renunciou em 1990 ao sistema econômico planificado e ao marxismo-leninismo como doutrina oficial do Estado, adotando uma constituição pluralista. Em 1992 teve fim a guerra civil que assolava o país desde a independência, com a assinatura de um tratado de paz entre a Frelimo e a organização direitista Renamo. O desarmamento que se seguiu foi auxiliado por uma missão de paz da ONU. As eleições de 1994 deram a maioria a Chissano.

Biografias Relacionadas


- Hans-dietrich Genscher

Genscher foi o ministro dos Negócios Estrangeiros que, em todo o mundo, mais tempo se manteve no cargo. A carreira política deste advogado, que culminou com a reunificação alemã em 1990, na qual atuou em sua preparação, começou em 1952 quando se filiou...

- Robert Gabriel Mugabe

Pertencente à etnia shona e antigo professor, Mugabe foi secretário geral da União Nacional Africana do Zimbábue (Zanu) a partir de 1963. Preso entre 1964 e 1974 pelo governo de minoria branca, fundiu o seu partido em 1976 com a União do Povo Africano...

- Shimon Peres

Em 1934, emigrou da Polônia para a Palestina. Incentivado por seu mentor político, David Ben Gurion, foi funcionário do Partido Socialista (Mapai), destacou-se como especialista em defesa e contribuiu de forma decisiva para a construção da indústria de...

- Francisco Sá Carneiro

Formou-se na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e exerceu a advocacia no Porto. Foi um dos fundadores da Cooperativa Cultural Confronto e diretor da Revista dos Tribunais. Deputado independente, pertenceu à chamada ala liberal de 1969 a 1973....

- Antônio Dos Santos Ramalho Eanes

Militar de carreira, prestou serviço no Estado Português da Índia (1958-1960), em Macau (1962-1963), Moçambique (1964 e 1966-1968), Guiné (1969-1971) e Angola (1974). Tenente-coronel em 1974, foi diretor de programas e presidente do conselho de administração...