Netsaber » Biografias

Carlos Chagas

(Médico, sanitarista e cientista brasileiro)
9-7-1879, Oliveira (MG)
8-11-1934, Rio de Janeiro (RJ)


"O Brasil é ainda um imenso hospital", exclamava o médico brasileiro Miguel Pereira, tamanha a proliferação de doenças infecciosas no país, no início do século. Em meio a esse cenário, que se unia à pobreza e às condições precárias para a pesquisa de campo, em 1909, Carlos Ribeiro Justiniano das Chagas apresentou à comunidade científica e médica do Brasil uma importante descoberta: o ciclo da transmissão da doença de Chagas. O médico já havia se destacado à frente da campanha que erradicou a epidemia de malária em Santos, São Paulo, e durante a qual formulou sua teoria domiciliar da transmissão da doença (1905): combater o mosquito transmissor por meio da queima de piretro, um produto sulfúreo. Chagas estudou Medicina no Rio de Janeiro, concluindo o curso em 1903. Pouco antes de se tornar doutor, ingressou no Instituto Oswaldo Cruz (1903), que viria a chefiar (1917-1934). Como chefe da comissão de estudos para a prevenção da malária em Minas Gerais (1907), foi chamado para combater a doença no vilarejo de Lassance, no sertão mineiro, que aparentemente impedia o prosseguimento da estrada de ferro Central do Brasil, matando inúmeros funcionários. No entanto, Chagas deparou-se com uma endemia de causas desconhecidas. Ao descobrir um inseto alojado na fresta da parede de pau-a-pique, foi estudá-lo em seu laboratório, que não passava de uma parte de seu quarto de dormir, no vagão de estrada. Fez então sua grande descoberta: conheceu o vetor, o protozoário agente causador da doença, os seus depositários e, por fim, uma série de sintomas associados à infecção humana. O vetor recebeu o nome de Trypanosoma cruzi e a doença de Mal de Chagas. Membro titular da Academia Nacional de Medicina (1910-1912), realizou viagens pela Amazônia, levantando inquéritos epidemiológicos da região, e combateu a epidemia de gripe espanhola no Rio de Janeiro (1918). Nomeado diretor de Saúde Pública (1919), aperfeiçoou e modernizou os serviços sanitários do Rio de Janeiro. Recebeu o título de professor honoris causa das universidades do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Harvad. Pertenceu às academias de Medicina de Nova York, Paris e Lima.

Biografias Relacionadas


- Oswaldo Cruz

Cientista brasileiro, nasceu no dia 5 de agosto de 1872, em São Luiz de Paraitinga, em São Paulo, faleceu em Petrópolis, Rio de Janeiro no dia 11 de fevereiro de 1917. Formou-se na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro. Aperfeiçoou-se no Instituto Pasteur...

- Miguel Da Silva Pereira

Médico sanitarista brasileiro do Rio de Janeiro, autor da famosa afirmação de que o Brasil é ainda um imenso hospital, que provocou grande polêmica e originou sua campanha sanitarista. Estudou no Colégio Pedro II e na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro....

- Adolfo Lutz

Pioneiro na Medicina tropical, Adolfo Lutz desvendou novos caminhos para estudar e combater doenças transmissíveis como malária, hanseníase, leishmaniose, esquistossomose, tifo e febre amarela, que castigavam a população no início do século XX, principalmente...

- Charles Louis Alphonse Laveran

Médico, parasitólogo e patologista francês nascido em Paris, conhecido pela descoberta da causa da malária, foi cirurgião na militar francês (1870-1896). Filho do Dr. Louis Théodore Laveran, médico e professor na École de Val-de-Grâce, e de Guénard de...

- Osvaldo Cruz

A epopéia desse grande médico pioneiro na medicina experimental começou quando, depois de voltar de sua viagem a Paris, onde se especializou em Bacteriologia no Instituto Pasteur, encontrou o Porto de Santos assolado por uma violenta epidemia de peste...